A Melhor Técnica para Salvar Orquídeas Sem Raiz e Fazer Florescer

Uma técnica que muitos não sabem mas é bastante eficaz para salvar aquela sua orquídea debilitada que esta sem raiz, aprenda como é você pode ajudar a salvá-la

As orquídeas podem acabar sofrendo com os maus cuidados e terminam sem raízes ou somente desidratadas.



Em ambos os casos é necessário recuperá-las e a boa notícia é que é possível fazer isso.

No caso da recuperação de uma orquídea que perdeu as raízes é necessário trabalhar um pouco mais.

A seguir, veja como fazer para recuperar a planta:

Serão necessários os seguintes materiais para fazer o tratamento de recuperação da orquídea: saco plástico limpo, pedaço de xaxim, tesoura, fita para amarrar ou barbante, 3 gotas de “complexo B”, escova de dente macia, sabão de coco, adubo e um borrifador de água.

Sugerimos para leitura:
Manual Completo de Como Cuidar de Orquídeas

Você sabe que a sua orquídea perdeu as raízes quando ela está desnutrida e desidratada.

É um sinal evidente.

Retire da terra da orquídea e corte as raízes mortas com a tesoura separada para isso.

Pegue o sabão de coco e faça espuma e use uma escova de dentes macia para lavar a orquídea.

Fonte do vídeo

O xaxim deverá ficar de molho 24 horas dentro da água com adubo.

E você deve fazer uma mistura de adubo mais “complexo B” e borrifar na planta e também no xaxim depois do período de molho.

Dica de adubo Orgânica para Orquídeas

Adubo orgânico para orquídeas, são elementos químicos provenientes da decomposição de matéria de origem animal ou vegetal.

É o caso dos estercos, farinha de osso, compostos, farinhas e tortas, como a torta de mamona, por exemplo.

Antigamente, a adubação orgânica era a única possibilidade. No caso das orquídeas cultivadas em vaso, no entanto, estes adubos, quando em estado sólido, têm alguns inconvenientes como: diminuir a aeração das raízes da planta, alterar o pH do substrato e a proliferação de fungos.



Vai aqui algumas receitas.
Composto
70% de torta de mamona
10% de farinha de osso
10% de cinza vegetal
10% de esterco de aves (bem curtido)
misture tudo e coloque a quantidade de uma colher de chá sobre o substrato, na parte traseira da planta, a cada 3 meses.
Calda de esterco
Num balde de 20 litros de água, deixe em infusão cerca de 1 litro de esterco (5% do volume do balde), por 10 dias.
Use a calda resultante para diluir na água das regas das orquídeas, numa proporção de mais ou menos 10% de calda para 90% de

Sugerimos para leitura:
Manual Completo de Como Cuidar de Orquídeas

A calda de esterco é o mais indicado para o cultivo, por trazer vários benefícios pela forma com os elementos encontram disponíveis para serem assimilados pela planta.

É praticamente a forma de nutriente que a orquídea encontra na natureza. Pode ser tanto aplicado nas folhas quanto no substrato.

Sugerimos para leitura:
Manual Completo de Como Cuidar de Orquídeas