Nunca mais erre seu acabamento de costura sem overloque depois de ver isso

Dicas especiais para melhorar e aprimorar seus trabalhos na costura cotidiana, poucos detalhes que ajudam a fazer toda a diferença para deixar seu trabalho ainda mais profissional

como fazer costura overloque

Essas dicas vão principalmente para aquelas que gostam de costurar roupas, sejam para elas, para os maridões, namorados ou filhos e filhas. E também para aquelas que ainda não aprenderam, mas que estão no caminho.

Geralmente as costuras internas das peças de roupa são finalizadas com o overloque, evitando assim que o tecido desfie. Mas para quem não tem overloque, existem outras maneiras de fazer esses acabamentos.


Antes de mais nada, precisamos pensar em três fatores antes de definir o acabamento que será feito nas costuras internas:

Qual é o tipo do tecido? Ele desfia muito? Ou não desfia?

A peça será muito usada? Como será lavada? Na máquina, à mão?

Se a peça será muito usada e lavada à máquina, precisará de costuras mais reforçadas, mas se for uma peça pouco usada ou lavada à mão, pode ter acabamentos internos mais simples.

As costuras serão aparentes? Se a peça for forrada não precisa de acabamentos, mas se não houver forro precisa de boas costuras nas bordas internas.

Caso queira aprender tudo de crochê desde o inicio, recomendamos para todas nossas leitoras o Curso de Crochê Especial, as aulas são muito boas, bem didáticas e serve tanto para iniciantes como avançadas no crochê.

Leia também: Utilize esse ponto barra de crochê mesmo sem ter experiência na arte e surpreenda seus clientes


1. PICOTAR: Com a tesoura de picotar (a de zigzag) corte a beirada do tecido. Se o tecido for rígido e leve dá pra cortar as duas beiradas juntas. Nos outros casos, cortar uma beirada de cada vez. Lembrar de abrir as costuras com o ferro.

2. COSTURAR E PICOTAR: A 6mm da borda da margem de costura, costure uma pequena fileira de pontos pequenos e em seguida apare com a tesoura de picotar. Esse acabamento é para quem quiser um efeito picotado, diminuindo a chance de desfiados.

3. VIRAR E COSTURAR: Vire a borda da margem de costura 3mm para baixo e passe.

Costure ao longo da borda da dobra. Para tecidos difíceis ou bordas curvas essa dobra pode aumentar para até 6mm, para facilitar o trabalho.

Esse tipo de acabamento é indicado para tecidos leves e de peso médio, como um casaco curto sem forro, por exemplo.

Para um Curso mais aprimorado de Costura, Corte e Modelagem Nós da Tudo sobre Orquídeas recomendamos bastante o Curso de Corte e Costura da Mari para quem quer começar ou se aprimorar ainda mais nessa área muito rentável.

4. CHULEAR À MÃO: Com a linha simples, dê pontos de chuleio nas bordas da margem de costura, com mais ou menos 3mm de profundidade e espaçamento de 6mm. Não estique muito a linha.

Esse acabamento é indicado quando o acabamento à máquina for inviável ou quando for mais indicado o chuleio manual. Bordas de lenço geralmente usam este acabamento.

5. ACABAMENTO EM ZIGZAG: Para esse acabamento, regule o ponto da sua máquina a um comprimento reduzido (cerca de 1,5mm).

Costure rente à borda da margem de costura, sem sobrepô-la. Esse é um acabamento rápido e eficiente e pode ser usado também em malhas, desde que aplicado com cuidado, sem esticar, para evitar ondulações.


6. CHULEAR À MÁQUINA: Regule a máquina para o ponto de chuleio, ou invisível (composto por 4 a 6 pontos retos e 1 de zigzag).

O bico do ponto de zigzag deve ficar sobre a borda do tecido. Se aplicar o ponto de chuleio, coloque o tecido para a direita da agulha.

Se você usar o ponto invisível o tecido deverá ficar para a esquerda.

Esse processo pode substituir o ponto zigzag normal. Você pode usar também o overloque.

7. DEBRUAR COM VIÉS: Envolva a borda margem da costura com o viés dobrado (pode-se usar um viés pronto ou cortar um pedaço de tecido de forro).

Costure pelo lado de cima, bem na beirada do viés, pegando também a parte inferior deste. Esse acabamento com viés é indicado para costuras de casacos não forrados.

8. DEBRUAR COM TULE: Corte tiras de tule de 1,25cm de largura. Dobre-as no sentido do comprimento, deixando uma das partes um pouquinho maior que a outra.

Envolva a borda da margem de costura com a tira, deixando a parte mais larga por baixo.

Costure pelo lado de cima, na beirada do debrum, pegando a parte inferior também. Esse é um acabamento quase invisível e é indicado para tecidos delicados.

FONTE: A Bíblia da Costura

Recomendamos:
Material especial para quem quer aprender mais sobre crochê, clique Aqui!