Aprenda como evitar em sua Orquídeas a podridão Bacteriana

Podridão bacteriana
(Erwinia Carotovora, Erwinia cypripedii, Acidovorax avenae)



Bactérias são seres unicelulares que se movimentam através da água. Isso já aponta uma grande dependência desta água para que possa seguir o seu ciclo de vida e reprodução, apontando a principal causa dos problemas bacterianos nas orquídeas: o excesso de unidade.

São necessários apenas alguns minutos de sua presença em água, especialmente na presença de calor, para que uma bactéria já comece a se dividir, formando novos indivíduos.

Sugerimos para leitura:
Manual Completo de Como Cuidar de Orquídeas

Desta forma, em poucos minutos, uma vira duas, que se dividem novamente em 4, depois 8 , 16, 32, 64… e rapidamente já tomaram conta de sua orquídea.

Créditos do Vídeo: Luciana RR & As Orquídeas na Janela

A temperatura ótima para o desenvolvimento das doenças bacterianas é de 25 a 30 graus.

Importante ter em mente que uma bactéria não é capaz de gerar infecção na orquídea.

Para que haja infestação é necessário que exista uma lesão que permita a entrada da bactéria na planta. Esta leão pode ser gerado tanto pelo manuseio( tesouras, facas..) aranhões ou mesmo picadas de insetos.

A lesão causada pelas bactérias Acidovorax e Erwinia são fisicamente diferentes.

A, B – superfície de folha infectada; C- parte de baixo de folha infectada.
D e E – escurecimento/lesão antiga; F – lesão no bulbo; G – lesões paralisadas por fungicida; H – imagem microscópica da bacteria; I – lesão casa por inoculação artificial.



As lesões causadas por bactérias do gênero Erwinia iniciam como pontos amarelos sobre a folhas, iniciando normalmente na base da folha, avança por toda folha transformando-a em uma massa podre. Uma espécie de lodo se forma.

Erwinia tem potencial para atacar praticamente todas as espécies de orquídeas.

Já a Acidovorax prefere Phalaenopsis e Cattleya. Inicialmente a lesão se apresenta como um pequeno ponto preto.

Se a folha for visualizada contra a luz é possível ver uma circulo amarelo ao redor do ponto preto.

Os pequenos pontos se ligam em uma massa uniforme, causando o colapso do tecido da planta. Acidovorax pode infectar flores. Erwinia é mais comum no inverno e Acidovorax no verão.

Sugerimos para leitura:
Manual Completo de Como Cuidar de Orquídeas

O controle de doenças bacterianas é muito difícil, sendo o melhor caminho sempre procurar gerar melhores condições de cultivo.

Preste muita atenção com umidade excessiva, falta de luminosidade e falta de ventilação. Evite lesões, pois são elas que são a porta de entrada para as bactérias.

Se você observar alguma planta afetada ela deve ser imediatamente retirada do orquidário e destruída.

Cortar apenas as folhas afetadas normalmente apenas retarda a situação e ainda abre a possibilidade de mais plantas serem infectadas. No caso de alguma planta ser infectada em coletivo, o ideal é destruir o coletivo inteiro.

Todo tipo de estresse favorece o aparecimento de doenças, procure manter a cultura o mais regular possível.

Adubação com excesso de nitrogênio também favorece o ataque por bactérias e mesmo fungos

A higiene no cultivo deve se prioritária, inclusive com a constante desinfecção de todas as ferramentas.

Poucas são as opções de controle químico, sendo que produtos a base de agrimicina e kasugamicina indicados.

Sugerimos para leitura:
Manual Completo de Como Cuidar de Orquídeas