Água de Arroz para Florir Orquídeas, Aprenda como usar Corretamente

Uma técnica muito importante para florir as orquídeas usando a água de arroz, muito útil para fortalecer e enraizar suas plantas

Um dica muito especial em que você pode fazer o seu próprio adubo caseiro, sem utilizar agrotóxicos, para cuidar de suas orquídeas.



Além da fibra de coco, substratos, musgo, borra de café, é uma outra opção. Basta bater no liquidificador uma xícara de arroz com duas de água e a casca limpa de dois ovos.

Depois que você bater bem, basta colocar dois dedos dessa água em um pote maior e, dentro, adicione o vaso da sua orquídea.

O resultado será que sua planta irá sugar essa água. O restante, coloque em uma jarra com tampa e guarde na geladeira para usar mais tarde.

Sugerimos para leitura:
Manual Completo de Como Cuidar de Orquídeas

Confira no vídeo abaixo mais informações para fazer seus líquido corretamente.

Cuidando da temperatura

Atente-se com a temperatura de suas plantar, as orquídeas não ficam muito felizes em temperaturas muito altas.

Procure sempre manter os antúrios a 20ºC e as bromélias a 12ºC, se possível. Acima ou abaixo dessas temperaturas, as plantas podem adoecer e até mesmo morrer.

Como fazer abudo com água de arroz

Créditos do Vídeo: Vida Verde Sistemas Sustentáveis

Adube quando estiver mais fresco Faça a adubação fora do horário mais quente do dia, porque a luz solar e o calor do ambiente, em ação com o adubo, podem “queimar” as folhas e flores. Para fornecer as vitaminas e minerais necessários, borrife o adubo NPK 20-20-20 diluído ou fertilizante natural, sempre(!) nos cantos do vaso.

Evite o replantio Está pensando em replantar sua orquídea, porque o substrato está velho ou a espécie não está se desenvolvendo bem no recipiente atual?

Somente realize o replantio após a época de florada terminar para não estressar demais a planta.

Protege-a dos raios solares A orquídea precisa de sol para florir, mas a radiação solar direta, ainda mais nesse calorão, pode queimar as folhas.

Coloque telas aluminizadas ou de PVC nas janelas para ajudar a evitar essas queimaduras e manter a hidratação por mais tempo.

Em dias com altas temperaturas, mantenha as plantas mais hidratadas. Regue, preferencialmente, antes do nascer e depois do pôr-do-sol.



Ao aguar, cuidado com a quantidade: as orquídeas detestam o acúmulo de água no vaso.

Por isso, se você irrigou pela manhã, antes de molhá-la no final do dia, cheque a umidade no substrato e repita o processo apenas se constatar secura.

Sugerimos para leitura:
Manual Completo de Como Cuidar de Orquídeas